quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Modinha

Um dia eu conheci o moço. Bem diferente de mim, é fato. Nele não moram as referências que povoam a minha mente. Tampouco os interesses que me guiam vida a fora. Era algo assim, sem continuidade. Até que o moço descobriu meu corpo e me deixou descobrir o dele. Nos povoamos assim, semanas a fio. E as referências todas passaram a morar do lado de fora e assim, interessar bem menos. Pois o beijo dele era doce, e seu corpo tinha veneno. Eu amei esse menino. Naquele curto momento em que a gente se olhou nos olhos, naquele sorriso que ficou guardado lá dentro, naquela expressão de ingenuidade e êxtase enquanto se entregava pra mim. Ali eu queria viver pra sempre. Queria estar inteiro e rígido, navegar em seu corpo em movimentos intrépidos e incessantes. Viver daquele êxtase e beber de sua boca.

Eis que um dia o moço sumiu. Assim, sem explicações, como é de costume nos tempos de hoje. Me deixou o gosto e a lembrança. Os olhares e o toque macio. Naquele fundo da memória que a gente guarda aquilo que deve ficar. Foi assim até o dia em que voltou. Misterioso, intenso, repercutindo aquele desejo que tinha ficado lá dentro. Saiu antes de escurecer, me deixou a língua travada em sua boca, o entardecer estagnado, aguardando ordem para liberar o breu. Foi-se, e prometeu voltar, assim que as coisas se arresolvessem.

Fato é que entre coisas e coisas, há uma distinção profunda e densa. E eu só lamento não saber morar no meio termo.

MODINHA
(Tom Jobim e Vinicius de Moraes)

Não!
Não podes mais meu coração
Viver assim dilacerado
Escravizado a uma ilusão
Que é só desilusão

Ah!
Não seja a vida sempre assim
Como um luar desesperado
A derramar melancolia em mim
Poesia em mim

Vai triste canção,
sai do meu peito
E semeia a emoção
Que chora dentro do meu coração

11 comentários:

O Menino que Voa disse...

[off topic] nao vou n o domingo. estou escalado pra trabalhar! uma pena! queria conhecer o povo LOKO! eh eh eh eh

O Menino que Voa disse...

nossa... eu nao sei o que sentir. ficou na minha mente uma confusao: saudade ou arrempendimento? amor ou desapego?

mas o melhor foram as doces descricoes...

acho que foi saudade...

é... foi saudade!

Serginho Tavares disse...

isso que você escreve meu anjo me lembrou o fábio que aparece e some e me deixa sempre com saudades...

Escrevendo na Pele disse...

Que delícia de texto. Isso é pura poesia e tá lindo demais! Beijos, lindinho.

Marion disse...

Demian, eu não entendo o medo das pessoas de dizer as coisas as claras, assumir o que sentem. Esta "moda" de sumir sem explicações eu acho muito cruel com quem fica, pois este não entende nada, fica perdido e muitas vezes alimentando falsas esperanças.

Quem se envolve pra valer acaba sofrendo...

Beijos

Willians disse...

Saí de mim tentando ser o moço, voltei logo que o moço se foi, amei e odiei o moço...
O fato é que esse texto me deixou assim, nostálgico, sentindo saudade de alguma coisa que eu não sei bem o que é.

Obrigado por compartilhar.

Abraços,
Willians.

Fernando Hq Martinsz disse...

Que texto fantastico. Como vc consegue com tanta poesia desvendar a alma de todos nós. Me li no seu texto, isso é incrivel.

O HOMEM DO SAPATO BRANCO disse...

ENTRA PRO MEU CLUBE, FIO... CLUBE DAS DESQUITADAS (SOU PRESIDENTA HÁ 6 ANOS).

POR ISSO Q NÃO ME RELACIONO... AMAR É UMA M...

Anônimo disse...

Uma pena que vc não quis esperar i tempo desse moço, pois esse tempo é mais curto q vc imagina.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,