segunda-feira, 2 de março de 2009

Depois quando falo...

Sim, eu só atraio gente doida! Só pode... se não é bonito, é ruim da cabeça. Se é bom da cabeça, é doente do pé. Será que nunca, oh Deus, a flechada será certeira e colocará aquele gatinho que peço todos os dias no meu caminho, Paizinho? Normal, nerd, meio bobo...E nem adianta falar que doido sou eu. Tá certo, um pouco, mas essa doidiça inda é sanidade.

Ah sim, claro! Tudo isso é por esse moço da última carinha que recebemos no Disponível. Eu nunca respondo. Mais parece um teste de popularidade. Mas é claro, óbvio, vejam bem:

PERFIL DO MOÇO

Sobre mim: Cool sexy, ever ready, someone fine, always steady, gentle hands, dirty mind. Words of love they dont wash with me, what s the rush no urgency you see. Crazy boy, potential lover, first and last lover brother there aint no other, Crazy, sweety, cool but racy. . .

Procuro por: Can you make me hot? Make me touch the ceiling? Can you read my mind? Can you gimme that feeling?

Bom, para aprendizado de alguns, para ter reconhecimento de outros, vou tentar anotar alguns pontos importantes:

1 - Se o cara mora em São Paulo e, se me mandou carinha, supostamente espera encontrar alguém de São Paulo. WHY CAN'T YOU SPEAK IN PORTUGUESE??? Tá certo, um curso de inglês tá caro e é um extra, não são todos que podem ter.

2 - Que brega né? Será que só eu que enxergo? Cooomo pode existir gente tão brega nesse mundo e ainda querer passar por normal. Frases como "first and last lover brother there aint no other" ou "Can you make me hot? Make me touch the ceiling? Can you read my mind? Can you gimme that feeling?" parecem frases de música da Mariah Carey. Além do que... rimam!

3 - Cool sexy? Mensagem subliminar?

4 - Eu tô em dúvida de diversos trechos. Mas minha proficiência intermediária me impede de falar com toda a certeza. Mas "Words of love they dont wash with me" ou "palavras de amor elas não lavam comigo"???

5 - Não vou expor o moço, mas a foto é óbvia: Negro gato com cara de fatal, olhos apertados e meio sorriso, barba mal feita e cara de... oi?

Sim, meu destino é morrer solteiro!!!

(Tá, na verdade é tudo uma desculpa pra dizer que acho que estou carente. Acho não, estou! Mas não gosto muito de admitir isso. Também, depois de tudo que mudou por esses dias? Finalmente caiu a ficha. É óbvio que ia cair a ficha. Mas admitir me torna fraco, bobo, ingênuo. Tudo aquilo que não gosto de ser! Embora a psico sempre venha dizer: relaxa, não é mal não. Não, me recuso. E talvez eu passe recusando a vida inteira até um dia perceber os ombros leves e dizer: "Uau! Que bobo que fui esse tempo todo!". Sim, eu sou exatamente assim, teimoso. Embora o assunto não seja esse, seja outro. E, por isso mesmo vamos voltar a ele. A solteirisse, no caso. Acontece que eu não precisava, assim, de um amor. Precisava, sim, de alguém pra cuidar de mim e pra dar o colo. Alguém pra me fazer simplesmente esquecer os problemas e não pensar em nada. Um branco, um vazio infinito na minha cabeça. Preocupações, alegrias, tristezas e melancolias. Tudo flutuando num branco branquinho em folha e eu absorto, ali, longe de tudo.)

Sim! Isso é amor pra mim nesse momento. E eu tô carente, um pouco, quase nada... o que dá uma desvantagem danada!

Ih... rimou!

PS.: Mans, adorei o selinho! Já está ali do ladinho. Obrigadinho! Beijinho! Xauzinho!