quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Abaixo à crítica!!!

Abaixo aos famigerados, sequelados e incansáveis críticos. Abaixo às maledicências - reprodução desvirtuada de almas enfermas. Abaixo ao desamor e à falta de compaixão. Como pode o mundo orgulhar-se de levar abaixo qualquer iniciativa, de esgotar-se ferozmente em alimentar uma competição ilusória e sem destino certo. Afinal, qual seu ganho? Qual o valor da vitória, quando o preço disso é o desconforto, o impedimento e o desânimo alheio?

Por vezes, cheguei a acreditar que o "encontrar defeitos" fosse em si uma qualidade. Um olhar evoluído e distanciado sobre a realidade do mundo. Um treino cotidiano com objetivo de despertar uma sensibilidade aguçada para farejar equívocos. Valor tão reconhecido aos músicos, contadores, teatrólogos, consultores e analistas. Afinal quanto maior o profissionalismo, maiores as possibilidades e soluções para cada caso.

Não é assim na vida real. Aqui, na real existência, nos encontros e desencontros do dia-a-dia, a crítica se embaraça com valores morais e espirituais, distorcendo o respeito e a compaixão pelo outro em um misto de inveja e maldade gratuitos e equivocados. Nesse ponto, as palavras criam verdadeiro poder e o que antes era virtude torna-se um balde de água fria para disseminar as tentativas alheias. Ou você realmente acha prazeroso o nariz enrugado de um reclamão disposto a falar mal de seus intentos?

Quantos elogios você deu para cada crítica que cometeu? Quanta energia positiva dispendeu a alguém que inocentemente desejou compartilhar contigo uma boa idéia. Se esta deu ou dará cabo de seu objetivo, já não nos compete julgar. Isso é aprendizado alheio. Tentativa e erro. Tentativa e erro. Tentativa e acerto. Assim é a matemática da inovação.

A nós cabe apenas torcer, desejar e dispender energias positivas em retribuição ao que recebemos. A nós cabe apenas ver o que há de Verdade no outro, o que há de belo, o que há de louvável. O mundo está cheio de boas intenções. Vc está preparado para vê-las? Ou prefere antes acreditar que qualquer atitude alheia já é por princípio má ou ruim?

Se vc tem uma forma melhor de fazer, certamente chegará sua vez de ensinar. Mas não caia no egoísmo de acreditar que a sua versão é sempre a melhor para todos os fatos. Na dúvida, ou na impossibilidade de incentivar alguém, cale-se. Afinal se não pode mandar boas energias, conter as energias negativas que vc poderia evitar já é um grande progresso.

Afinal é tanta assim sua certeza de fazer melhor?

4 comentários:

FOXX disse...

verdade, vamos fazer uma campanha por mais elogios: "já elogiou alguém hoje?"

Demian disse...

Acho tão legais, incríveis, interessantes e superfantásticas as pessoas que comentam meus posts.

rá!

RICARDO disse...

Por favor, urgente!
hoje todos os jornais estão divulgado MAIS UM ataque na região da Paulista, na Frei Caneca, um skinhead com soco inglês…
E estamos perdendo feio lá no site do Conselho Regional de Psicologia de Santa Catariana, a maioria na enquete é contra a PL 122/2006. Eu fico me perguntando do que essa gente tem medo. Quem puder, entra lá e vote “SIM”, por favor..
http://www.crpsc.org.b
Outra coisa, nem sei se gostam do Jabor nestas bandas, mas o que ele falou e como falou hoje, em nossa defesa, em “Covardes atacam homossexuais corajosos” merece emoção e aplausos. Ouçam no link abaixo:
http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/arnaldo-jabor/2010/12/10/COVARDES-ATACAM-NOS-HOMOSSEXUAIS-CORAJOSOS-A-POPRIA-MISERIA-SEXUAL.htm?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter
Obrigado!
Ricardo Aguieiras
aguieiras2002@yahoo.com.br

Demian disse...

Apoiado Ricardo!!! Um absurdo essa lei ainda não ter sido aprovada!!! Uma animalidade É uma animalidade de qualquer maneira!!!